No rosto suave, Brilha uma luz É Rita que nos leva até o colo de Jesus!!!

 

 

A Vida de Santa Rita de Cássia

santa ritaRita nasceu provavelmente no ano 1381 em Roccaporena, uma aldeia situada na Prefeitura de Cássia na provincia de Perugia, da Antonio Lotti e Amata Ferri. Os seus pais eram crentes e a situação econômica não era das melhores, mas decorosa e tranquila.

A história de S. Rita foi repleta de eventos extraordinários e um destes se mostrou na sua infancia.
A criança, talvez deixada por alguns minutos sozinha em uma cesta na roça enquanto os seus pais trabalhavam na terra, foi circundada da um enxame de abelhas. Estes insetos recobriram a menina mas estranhamente não a picaram. Um caipira, que no mesmo momento havia ferido a mão com a enxada e estava correndo para ir curar-se, passou na frente da cesta onde estava deitada Rita. Viu as abelhas que rodeavam a criança, começou a mandá-las embora e con grande estupor, a medida que movia o braço, a ferida se cicatrizava completamente.

A tradição nos diz que Rita tinha uma precoce vocação religiosa e que um Anjo descia do céu para visitá-La quando ia rezar em uma pequena mansarda.

 S. RITA ACEITA DE CASAR

santa ritaRita teria desejado ser monja todavia ainda jovem (a 13 anos) os pais, já idosos, a prometeram em casamento a Paulo Ferdinando Mancini, um homem conhecido pelo seu caráter iroso e brutal. S. Rita, habituada ao dover não opôs resistência e se casou com o jovem oficial que comandava a guarnição de Collegiacone, presumivelmente entre os 17-18 anos, isto é em torno aos anos 1387-1388.

Do casamento entre Rita e Paulo nasceram dois filhos gêmeos; Giangiacomo Antonio e Paulo Maria que tiveram todo o amor, a ternura e os cuidados da mãe. Rita conseguiu com o seu doce amor e tanta paciência a transformar o caráter do marido, o fazendo ser mais dócil.

A vida conjugal de S. Rita, passado 18 anos, foi tragicamente terminada com o assassinato do marido, durante a noite, na Torre de Collegiacone a alguns kilometros de Roccaporena quando voltava para Cássia.

 O PERDÃO

 Rita ficou muito aflita pela atrocidade do acontecimento, procurou proteção e conforto na oração com assíduas e ardentes preces no pedir a Deus o perdão dos assassinos do seu marido.
Contemporaneamente, S. Rita formulou uma ação para chegar à pacificação, a partir dos seus filhos, que sentiam como um dever a vingança pela morte do pai.

Rita se deu conta que a vontade dos filhos não era di perdão, então a Santa implorou ao Senhor oferecendo a vida dos seus filhos, a fim de não vê-los manchados de sangue. “Eles morreram antes de completar um ano da morte do pai”…

Quando S. Rita ficou sózinha, tinha pouco mais de 30 anos e sentiu reflorescer no seu coração o desejo de seguir aquila vocação que na juventude tinha desejado realizar.

 S. RITA SE TRANSFORMA EM MONJA

rosa vermelha se abrindoRita pediu para entrar como monja no Mosteiro de S. Maria Madalena, mas por três vezes lhe foi negado, porque viúva de um homem assassinado.
A legenda narra que S. Rita conseguiu superar todos os impedimentos e portas fechadas graças à intercessão de S. João Batista, S. Agostinho e S. Nicola de Tolentino que a ajudaram a voar da “Rocha” até o Convento de Cássia em um modo a Ela incomprensível. As monjas convencidas do prodígio e do seu sorriso, a acolheram e lá Rita permaneceu por 40 anos submersa na oração.

O MILAGRE SINGULAR DA ESPINHA

santa ritaEra sexta-feira Santa de 1432, S. Rita voltou ao Convento profundamente confusa, depois de ter escutado um predicador reinvocar com ardor os sofrimentos da morte de Jesus e permaneceu orando na frente do crucifixo em contemplação. In um momento de amor S. Rita pediu a Jesus de condividir pelo menos em parte, os Seus sofrimentos.

Aconteceu então o prodígio: S. Rita foi perfurada por uma espinha da coroa de Jesus, na testa. Foi um espasmo sem fim. S. Rita teve a ferida na testa por 15 anos como sigilo de amor.

 VIDA DE SOFRIMENTO

Para Rita os últimos 15 anos foram de sofrimento sem trégua, a sua perseverança na oração a levava a passar até 15 dias correntes na sua cela “sem falar com ninguém se não com Deus”, além do mais usava também o cilicio que lhe dava tanto sofrimento, submetia o seu corpo a muitas mortificações: dormia no chão até que se adoentou e ficou doente até os últimos anos da sua vida.

O PRODÍGIO DA ROSA

Após 5 meses da morte de Rita, um dia de inverno com a temperatura rígida e um manto de neve cobria tudo, uma parente lhe foi visitar e antes de ir embora perguntou à Santa se Ela desejava alguma coisa, Rita respondeu que teria desejado uma rosa da sua horta. Quando voltou a Roccaporena a parente foi à horta e grande foi a sua surpresa quando viu uma belíssima rosa, a colheu e a levou a Rita.

Assim S. Rita foi denominada a Santa da “Espinha” e a Santa da “Rosa”.

S. Rita ante de fechar os olhos para sempre, teve a visão de Jesus e da Virgem Maria que a convidavam no Paraíso. Uma monja viu a sua alma subir ao céu acompanhada de Anjos e contemporaneamente os sinos da igreja começaram a tocar sozinhos, enquanto um perfume suavíssimo se espalhou por todo os Mosteiro e do seu quarto viram uma luz luminosa como se fosse entrado o Sol. Era o dia 22 Maio de 1447.

S. Rita da Cássia foi beatificada 180 anos depois da sua subida aos céus e proclamada Santa após 453 anos da sua morte.

http://digilander.libero.it/raxdi/porto/vita.htm

 

Santa Rita inclina-se à vida religiosa conventual

rita adsv12-adesivo-santa-rita-de-cassiaNão mais tendo obrigações matrimoniais ou maternais, Rita aperfeiçoou-se na prática das virtudes, dedicando-se à caridade e à oração, mas isso não era suficiente para quem estava tomada pelo amor a Deus, e que desde a infância aspirava à vida religiosa.

Ao passar junto aos conventos e mosteiros, sentia uma atração interior para a vida dos claustros, tendo uma santa inveja das almas virgens que ali estavam encerradas em total entrega a Jesus, mas pelo matrimônio um muro intransponível se elevara entre ela e a vida conventual: segundo as normas e regras então vigentes era-lhe vedado o ingresso na vida que tanto aspirava. Rita queria uma coisa impossível: batendo às portas do convento das religiosas agostinianas de Santa Maria Madalena, recebeu da madre superiora a resposta negativa apesar da boa impressão que causou, pois ali só se admitiam mulheres solteiras, não sendo possível o ingresso de quem já tivera vida matrimonial.

http://www.arautos.org

PENSANDO ALTO

Será que existe uma inveja santa?
Creio que quem descobre a verdadeira alegria, o puro e fiel amor de Deus, acaba com inveja daqueles que descobriram primeiro, logo no começo da vida, pois ficam a pensar quando tempo perderam em apegos e vaidades exageradas. Invejando quem gastou seu tempo todo para viver a vontade de Deus.
(Sol)

FRUTOS DA SANTA OBEDIÊNCIA!

Rita quer seguir os conselhos evangélicos

Rejeitada, continuou com orações e penitências, além das boas obras, mas mantendo a confiança naquilo que considerava uma “causa desesperada” voltou duas vezes ao mesmo convento para implorar a admissão, sendo em ambas as ocasiões novamente rejeitada. Entregou-se então à vontade de Deus, recomendando-se aos santos de sua devoção. Já praticava a pobreza, desapegando-se dos bens que possuía para distribuí-los entre os necessitados; a castidade, vivia-a no estado de viuvez, desinteressando-se em contrair novas núpcias e assim desapegando-se do próprio corpo. Faltava-lhe ainda a obediência, que almejava abraçar dentro de um convento, submetendo inteiramente sua vontade a alguma pessoa investida da superioridade religiosa.

Deus é quem lhe proporciona a entrada no convento

sata rita mosteiroimagesCerta noite ouviu alguém a chamar pelo nome: “Rita, Rita”…

Ninguém parecia estar ali, e tendo retornado às orações ouviu novamente seu nome ser chamado: “Rita, Rita”.

Indo à porta deparou-se com três pessoas, e nelas reconheceu São João Batista (que, como ela, fora concebido na velhice dos pais), Santo Agostinho (fundador da família agostiniana, por ela tanto admirada) e São Nicolau de Tolentino (religioso agostiniano), os quais a convidaram a segui-los.

rita_santa

Chegando ao convento de Santa Maria Madalena, onde fora por três vezes recusada, a porta estava evidentemente bem fechada, pois era o momento em que as religiosas dormiam, mas seus três protetores fizeram com que ela inexplicavelmente se visse conduzida ao interior do imóvel.

Ao se reunirem para as obrigações matinais, as religiosas se surpreenderam ao encontrarem Rita rezando na capela, e tendo constatado que a porta não fora arrombada e  que não havia sinal algum que explicasse a entrada da viúva por meios humanos, creram no relato que dela ouviram, reconhecendo assim a vontade de Deus: uma nova alma foi então recebida naquela família religiosa.

Rita desfez-se de seus bens, abraçando assim formalmente a pobreza evangélica, continuou a manter a castidade na viuvez depois de ter passado pelo estado matrimonial, e tornou-se submissa à autoridade da madre superiora, renunciando até mesmo à própria vontade.

Um milagre é o prêmio da obediência

uvas-videiraCerta ocasião Rita recebeu da superiora a ordem para regar duas vezes ao dia um galho seco, o que foi cumprido com diligência pela manhã e à tarde quotidianamente, mês após mês, observada com irônico sorriso pelas demais irmãs.

Elas se surpreenderam cerca de um ano depois com o surgimento de folhas na videira que começava ali a se desenvolver, e que passou a dar saborosas uvas século após século, produto da santa obediência. Tal árvore atravessou as épocas, chegando até nossos dias, mantendo-se viçosa e frutífera, fruto da cega obediência à qual se submeteu.

http://www.arautos.org

 

ORAÇÃO PARA PEDIR UMA GRAÇA

rita cascia viewSanta do impossível, Oh! Santa Patrona dos necessitados, Santa Rita, cujas preces ante o Divino Senhor são quase irresistíveis, quem pela generosidade em outorgar favores tem sido chamada Mediadora dos Sem Esperança e inclusive do impossível; Santa Rita, tão humilde, tão pura, tão mortificada, tão paciente e de tão compadecido amor por Jesus Crucificado que poderias obter dele qualquer coisa que peças. Por conta disso recorremos confiantes a ti, esperando, se não sempre alívio, ao menos consolo. Sede favorável ao nosso pedido, mostrando o poder de Deus em nome deste/a suplicante, sede generosa conosco, como o tem sido em tantos casos maravilhosos, para a maior Glória de Deus, pela divulgação de sua própria devoção, e pelo consolo daqueles que confiam em ti. Prometemos, se nosso pedido for concedido, glorificar seu nome, informando do favor concedido, para bendizer e cantar tuas graças para sempre.

Confiando então nos méritos e poder ante o Sagrado Coração de Jesus, te rogamos: (Mencione agora seu pedido)

Obtém para nós o nosso pedido:

Pelos singulares méritos de sua infância,

Pela perfeita união com a Divina Vontade,

Pelos heróicos sofrimentos durante sua vida de casada,

Pelo consolo que experimentaste com a conversão de seu esposo,

Pelo sacrifício de teus meninos antes de vê-los ofender gravemente a Deus,

Pela sua milagrosa entrada ao Convento,

Pelas austeras penitências e as sangrentas oferendas três vezes ao dia.

Pelo sofrimento causado pela ferida que recebeste com o espinho do Salvador Crucificado;

Pelo amor divino que consumiu seu coração,

Pela a notável devoção ao Sagrado Sacramento, com o qual viveste por quatro anos,

Pela felicidade com a qual partiste de tuas provas para se reunir com o Divino Esposo,

Pelo exemplo perfeito que deste as pessoas de cada estado de vida.

Oremos:

Oh! Deus, que em sua infinita ternura tem sido bondoso para escutar a prece de sua serva, Santa Rita, outorgas a sua suplica ao que é impossível, em recompensa de seu compadecido amor e firme confiança em sua promessa, tem piedade em nossa adversidade e socorrei-nos em nossas calamidades, que o fiel possa saber que seu sois a recompensa do humilde, a defesa dos sem esperança, e a força daqueles que confiam em vósi através de Jesus Cristo, nosso Senhor. Amém

Oração para os casos desesperados

Oh! poderosa Santa Rita, chamada Advogada dos casos desesperados, socorro na última esperança, refúgio e salvação na dor e no desespero: com toda a confiança em seu celestial poder, recorro a ti no caso difícil e imprevisto que oprime dolorosamente meu coração. Diga-me, oh! Santa Rita, não vais me ajudar ?, não vais me socorrer? Vais afastar seu olhar e sua piedade de meu coração, tão sumamente atribulado? Tu também sabes o que é o martírio do coração, tão sumamente atribulado! Pelas atrozes penas, pelas amargas lágrimas que santamente derramaste, vem em minha ajuda. Falai, rogai, intercedei por mim, que não me atrevo a fazê-lo, ao Coração de Deus, Pai de misericórdia e fonte de toda consolação, e consegue-me a graça que desejo (Diga aqui a graça desejada). Se apresentada minha prece é seguro que serei atendido: e eu me valerei deste favor para melhorar minha vida e meus costumes, para cantar na terra e no céu as misericórdias divinas.

Pai-Nosso, Ave-Maria e Glória.

BARRA ROSAS VERM

 

amigo4

 Oração a Santa Rita

Oh! Santa Rita, filha obediente, esposa amável de um homem difícil, mãe paciente de filhos indomáveis, irmã bondosa e compreensiva das religiosas do convento, mulher sofredora e fiel a Jesus, modelo de vida para todas as famílias, dignai-vos mostrar aqui vosso auxílio poderoso. Vós conheceis a humanidade e seu sofrimento.

Vós sabeis também das minhas necessidades e do pedido que venho depositar a vossos pés, confiando na vossa poderosa intercessão junto a Deus.

Concedei-me a graça mais importante: A de viver sempre na amizade de Deus e com os irmãos, ouvindo a Palavra do Evangelho, participando dos Sacramentos, crescendo na Fé e na vida de Comunidade. Inúmeras pessoas ajudastes, em casos desesperados e quase impossíveis, tornando-se assim um refúgio seguro para todos os que rezam com fé. Não esqueçais meu fervoroso pedido, vós que, como ninguém, tivestes o privilégio de se identificar com Cristo no mistério da cruz.

Ajudai-me a carregar a minha cruz e a seguir com coragem o meu caminho.

Oh! poderosa Santa Rita, sede minha protetora.

Amém.

 

 

E aqui estou eu…

Viajando nos louvores e orações com santa Rita de Cássia.

O silencio da madrugada, embala as melodias…

E meu coração pede a intercessão dela…

(Sol)

No rosto suave,

Brilha uma luz

É Rita que nos leva até o colo de Jesus!!!

Se a esperança se apagou, Se a alma segue aflita
Pede logo a proteção de Santa Rita
Se há mais solução pra essa dor que o peito habita
Pede logo a proteção de Santa Rita (Bis)

Esposa e mãe tão sofredora nessa hora de aflição
Encaminha a Deus a minha oração
O meu refugio mais seguro trago a alma tão ferida
Santa Rita iluminai a nossa vida

Se a esperança se apagou, Se a alma segue aflita
Pede logo a proteção de Santa Rita
Se há mais solução pra essa dor que o peito habita
Pede logo a proteção de Santa Rita (Bis)

Ó Santa dos impossíveis, exemplo de devoção
Tira a agustia do meu pobre coração
Vossa fronte leva o espinho da cora do Jesus
Santa Rita aliviai a nossa cruz

Se a esperança se apagou, Se a alma segue aflita
Pede logo a proteção de Santa Rita
Se há mais solução pra essa dor que o peito habita
Pede logo a proteção de Santa Rita (Bis)

Pede logo a proteção de Santa Rita

 Oração a Santa Rita de Cássia

Ó poderosa e gloriosa Santa Rita, Santa-Rita-de-Cássia-_-tia-Adelita
eis a vossos pés um alma desamparada que,
necessitando de auxílio,
a vós recorre com a doce esperança
de ser atendida por vós
que tendes o incomparável título
de SANTA DOS CASOS IMPOSSÍVEIS E DESESPERADOS.

Ó cara Santa, interessai-vos pela minha causa,
intercedei junto a Deus
para que me conceda a graça
de que tanto necessito (dizer a graça que deseja).

Não permitais que tenha de me afastar
dos vossos pés sem ser atendido.
Se houver em mim algum obstáculo
que me impeça de obter a graça que imploro,
auxiliai-me para que o afaste.
Envolvei o meu pedido
em vosso preciosos méritos
e apresentai-o a vosso celeste esposo, Jesus,
em união com a vossa prece.

Ó Santa Rita,
eu ponho em vós toda a minha confiança;
por vosso intermédio,
espero tranquilamente a graça que vos peço.

Santa Rita, advogada dos impossíveis, rogai por nós.

http://www.paroquias.org

 

Pede logo a proteção de santa Rita!

Senhor, compadecei-vos de nós! Cristo, compadecei-vos de nós!

Senhor, compadecei-vos de nós! Cristo, ouvi-nos! Cristo, escutai-nos!

Pai celestial, que sois Deus, tende misericórdia de nós!

Filho, Redentor do mundo, que sois Deus, tende misericórdia de nós!

Espírito Santo que sois Deus, tende misericórdia de nós!

Trindade Santa, que sois um só Deus, tende misericórdia de nós!

Santa Maria, rogai por nós!

Santa Mãe de Deus, rogai por nós!

Santa Virgem das virgens, rogai por nós!

Santa Rita, sol luminoso para guiar ao porto da salvação, rogai por nós!

Santa Rita, intercessora dos aflitos, rogai por nós!

Santa Rita, Anjo de caridade, rogai por nós!

Santa Rita, serafim inflamado no amor divino, rogai por nós!

Santa Rita, modelo exemplar das esposas, rogai por nós!

Santa Rita, coroada com os espinhos de Cristo crucificado, rogai por nós!

Santa Rita, valioso auxílio em todas as necessidades, rogai por nós!

Santa Rita, sol brilhante da Igreja católica, rogai por nós!

Pelo inexplicável alegria que tivestes no dia da vossa profissão,

amparai esta súplica!

Pelas particulares consolações que gozou a vossa alma

amparai esta súplica!

Pelas graças que recebestes do Santíssimo Sacramento da Eucaristia, amparai esta súplica!

Pela cruz de um marido incompatível, amparai esta súplica!

Pelas dores crudelíssimas que sofrestes em vossa fronte,

amparai esta súplica!

Por todas as vossa tribulações amparai esta súplica!

Pela vossa vida paciente, penitente e solitária, amparai esta súplica!

Vós, cujo coração foi um trono da majestade divina amparai esta súplica!

Vós que, sendo uma criatura terrena, pareceis um querubim celeste, amparai esta súplica!

Vós que recebestes o poder de triunfar os impossíveis

amparai esta súplica!

Vós que sois a consoladora dos necessitados, amparai esta súplica!

Vós que fostes assinalada com o selo de Jesus Cristo,

amparai esta súplica!

Vós que tudo podeis junto a Jesus e Maria, amparai esta súplica!

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, perdoai-nos Senhor!

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo, ouvi-nos Senhor!

Cordeiro de Deus, que tirais os pecados do mundo,

tende misericórdia de nós!

Assinalastes, Senhor, a vossa serva Rita.

Com o sinal de vossa caridade e paixão.

Oremos: Deus, que vos dignastes conferir à Santa Rita tamanha graça que, havendo ela vos imitado no amor aos seus inimigos, trouxe no coração e na fronte os sinais de vossa caridade e sofrimento, concedei-nos vo-lo suplicamos, que pela sua intercessão e merecimento de Santa Rita, amemos os nossos inimigos e com espinho da compunção, perenemente contemplemos as dores de vossa paixão e mereçamos receber a recompensa prometida aos mansos e humildes.

Amém

SESSÃO SANTIDADE

Vídeo: um desenho sobre a vida de santa Rita.

 

Trailer  do filme de Santa Rita de Cássia

O filme você encontra aqui:

https://gloria.tv/video/s62cLtXwRgkM1hQ6hBmtXVSC7

Frases do filme, de um dialogo de santa Rita com Jesus:

“Agora gostaria de partir Senhor

De ficar mais perto de você

Não sei viver a não ser por seu amor…Jesus…

Sinto-me tão perto de você…

Posso quase toca-lo…”

BARRA ROSAS VERM