Arquivo da categoria: LOUVOR

”Atrai-os com cordas humanas com laços de amor”. (Oseias 11.4).

Vem, Santo Espírito, inflama os corações

Acende em nós a chama do amor Pelo Teu sopro tudo é recriado Com Teu poder renova-nos,

Senhor Ruah, Ruah, Ruah, Ruah, Ruah, Ruah, Ruah, Ruah.

Diante de tantos amores, só o Teu me invadiu, me atraiu
Diante de tantos olhares, só o Teu me fitou e roubou pra si
Meu coração
Diante de tantos temores, Tua paz penetrou dentro de mim
Diante de tantas belezas, Tua beleza real conquistou-me
Para si
Sim, é Teu meu coração, sim, é essa minha decisão
Seja, Senhor, meu único amor, meu tudo

”Atrai-os com cordas humanas com laços de amor”.

(Oseias 11.4).

Falando com Jesus

“Jesus amado, aqueles que enlaçastes com laços de amor, deixaste o laço livre, para ser desfeito conforme a vontade de cada um. Muitos soltarem o laço, e em busca de uma falsa liberdade, se penduraram na forca do pecado.

Haaa… Jesus eu te imploro, aperta o laço, não deixe que escape do seu amor jamais! Mesmo que apertar o laço, seja viver renuncias, abandono, e mortificações. Mesmo que em minha fraqueza, eu tenha medo do sofrimento, eu quero carregar a cruz contigo.”

(Sol)

 

Santa Maria, Regina Apostolorum , rainha de todos os que suspiram por dar a conhecer o amor de teu Filho: tu, que entendes tão bem as nossas misérias, pede perdão por nossa vida; pelo que em nós podia ter sido fogo e foi um punhado de cinzas; pela luz que deixou de iluminar; pelo sal que se tornou insípido. Mãe de Deus, Onipotência Suplicante: traze-nos, junto com o perdão, a força para vivermos verdadeiramente de fé e de amor, para podermos levar aos outros a fé de Cristo.

S. Josemaria

Inefável dignidade de Maria Santíssima

Diz Santo Anselmo que é mais pelos pecadores do que pelos justos que Maria foi sublimada a Mãe de Deus; do mesmo modo que Jesus disse de si próprio que veio para chamar, não os justos, senão os pecadores. A divina Mãe tem, pois, uma certa obrigação de socorrer os miseráveis que se lhe recomendam, porquanto é a eles que é, por assim dizer, devedora de sua altíssima dignidade: Totum quod habes, peccatoribus debes (1) — Congratulemo-nos, portanto, com Maria, sim; mas congratulemo-nos também com nós mesmos e ponhamos nela toda a nossa esperança.

† Ó Mãe de Deus, eis aqui a vossos pés um miserável pecador, que a Vós recorre e em Vós confia. Não mereço que lanceis sobre mim o vosso olhar; mas sei que, vendo vosso Filho morto para a salvação dos pecadores, tendes um extremo desejo de ajudá-los.

Ó Mãe de misericórdia, vêde as minhas misérias e tende piedade de mim. Ouço que todos vos chamam refúgio dos pecadores, esperança dos que desesperam, sêde também o meu refúgio, a minha esperança, o meu auxilio.

Deveis salvar-me com a vossa intercessão. Socorrei pelo amor de Jesus Cristo. Estendei a mão a um pobre caído que se recomenda a vós. Sei que é a vossa consolação ajudar um pecador, quando é possível; ajudai-me, pois, já que o podeis fazer.

Pelos meus pecados perdi a graça divina e a minha alma. Entrego-me em vossas mãos; dizei-me o que hei de fazer para de novo entrar na graça do meu Senhor; quero fazê-lo sem demora.

Ele me envia a vós, para que me socorrais, quer que eu me refugie na vossa misericórdia, a fim de que eu me salve não somente pelos méritos de vosso Filho, mas também pelas vossas orações.

A vós recorro; e vós rogai por mim. Mostrais como sabeis valer a quem confia em vós.

Assim espero, assim seja

(Quem recitar esta oração em dia de Domingo, acrescentando três Ave Marias, em reparação das blasfêmias contra a B. Virgem, ganha 300 dias de indulgência.)

(LIGÓRIO, Afonso Maria de. Meditações: Para todos os Dias e Festas do Ano: Tomo I: Desde o Primeiro Domingo do Advento até a Semana Santa inclusive. Friburgo: Herder & Cia, 1921, p. 23-25)

http://rumoasantidade.com.br/espiritualidade/inefavel-dignidade-maria-santissima/

Todos os dias te coroamos…

Oh Mãe!

Eu sei que a mãe esta comigo!

 

A oração de São João Paulo II:

Totus Tuus Mariae

É Jesus, ó Virgem Maria, que da cruz nos quer confiar a Ti, não para atenuar,
mas para confirmar o seu papel exclusivo de Salvador do mundo.

Se no discípulo João, te foram entregues todos os filhos da Igreja, tanto mais
me apraz ver confiados a Ti,
ó Maria, os jovens do mundo.

A Ti, doce Mãe,
cuja proteção eu sempre experimentei,
os entrego, novamente, nesta tarde.
Todos, sob o teu manto,
procuram refúgio na tua proteção.

Tu, Mãe da divina graça, fá-los brilhar com a beleza de Cristo!

São os jovens deste século, que na aurora do novo milénio, vivem ainda os tormentos derivados do pecado, do ódio, da violência, do terrorismo e da guerra.

Mas são também os jovens
para os quais a Igreja olha com confiança, na consciência de que, com a ajuda da graça de Deus, conseguirão acreditar e viver como testemunhas
do Evangelho no hoje da história.

Ó Maria, ajuda-os a responder à sua vocação. Guia-os para o conhecimento do amor verdadeiro e abençoa os seus afetos.

Ajuda-os no momento do sofrimento. Torna-os anunciadores intrépidos da saudação de Cristo no dia de Páscoa:
a Paz esteja convosco!

Com eles, também eu me confio
mais uma vez a Ti e,
com afeto confiante, te repito:
Totus tuus ego sum! Eu sou todo teu!

E também cada um deles
Grite a Ti comigo:
Totus tuus! Totus tuus! Amém!

DELICIA DE MUSICA!

Quando me recordo que sou uma menina

 Quando tu chegas sorrindo-me chamas de filha 

Maria de Deus

Mãe, mais muito mais que rainha tu és mãe 

Razão de nossa alegria tu és da igreja 

Consolo do pai 

Mãe quantas vezes me senti segura nos teus braços 

O meu medo se tornou coragem no teu abraço

  Teu colo de mãe  

Quando me recordo que sou uma menina

 Quando tu chegas sorrindo-me chamas de filha 

Num abraço sem fim 

Teu sorriso cheio de eternidade 

Me faz ouvir na verdade o sussurro de Deus a me chamar 

Maria de Deus tu és senhora és rainha do céu

  És mãe, és filha, és esposa do amor 

Agradeço a nosso Senhor a graça de ser tua filha

Anúncios