Arquivo da tag: doutor da Igreja

Onde está sua riqueza, aí estará o seu coração

Comentário do dia:

Santo Agostinho (354-430), bispo de Hipona (norte de África), doutor da Igreja
Sermão 123

«Arrecadai tesouros no céu»

santo-agostinho-de-hippoO que és tu? Rico ou pobre? Muitos me dizem: eu sou pobre, e dizem a verdade. Conheço pobres que possuem alguma coisa e conheço outros que são completamente indigentes. Mas eis um homem em cuja casa abunda o ouro e a prata – oh! se ele soubesse como é pobre! E reconhecê-lo-ia se olhasse para o pobre que tem a seu lado. Aliás, seja qual for a tua opulência, tu que és rico, não passas de um mendigo à porta de Deus.

Chega a hora da oração.[…] Fazes os teus pedidos a Deus; e não será o pedido uma confissão da tua pobreza? Com efeito, tu dizes: «O pão-nosso de cada dia nos dai hoje.» Diz-me pois, tu que pedes o teu pão de cada dia, és rico ou pobre? E contudo, Cristo não hesita em te dizer: «Dá-Me o que Eu te dei. De facto, que trazias tu ao vires a este mundo? Tudo o que encontraste na criação, fui Eu que o criei. Tu nada trouxeste e nada levarás contigo. Porque não Me dás o que é meu? Tu vives na abundância e o pobre passa necessidades; mas remonta ao início da vossa existência: tanto tu como ele nascestes completamente nus. Pois também tu nasceste nu. Em seguida, encontraste aqui em baixo grandes bens; mas trouxeste por acaso alguma coisa contigo? O que te peço é pois o que te dei; dá-Mo e Eu restituir-to-ei.»

«Tiveste-Me por teu benfeitor; torna-Me teu devedor, e a uma taxa elevada. […] Tu dás-Me pouco e Eu restituir-te-ei muito. Tu dás-Me os bens deste mundo e Eu dar-te-ei os tesouros do céu. Tu dás-Me riquezas temporais e Eu instalar-te-ei sobre as posses eternas. Dar-to-ei quando tiver tomado posse de ti.»

http://evangelhoquotidiano.org

tesouro

BarraCatolicaCTV_19a

Reflexão do Evangelho (Mateus 6,19-23)
Sexta-Feira, 22 de Junho de 2012

Onde está sua riqueza, aí estará o seu coração

 O Evangelho de hoje nos faz duas recomendações sobre como devemos nos relacionar e usar os bens materiais.

Nos quarenta anos de deserto, o povo foi provado para ver se era capaz de observar a lei de Deus (Êxodo 16,4). A prova consistia na capacidade de recolher só o necessário de maná para cada dia, e não acumulá-lo para o dia seguinte.

tesouro-escondido-no-campoHoje, nessa mesma linha, Jesus nos diz: “Não acumuleis riquezas aqui na terra, onde as traças e a ferrugem destroem, e onde os ladrões arrombam e roubam” (Mateus 6,19).

O que significa acumular tesouros no céu? Trata-se de saber de onde viemos, o que fazemos aqui na terra e para onde vamos. Descobrir qual o fundamento da nossa existência e, nela, colocar a nossa confiança. Se a depositarmos nos bens materiais desta terra, sempre correremos o risco de perder o que acumulamos. Porém, se eles forem depositados em Deus, ninguém vai poder destruí-los e teremos a liberdade interior de partilhar com os outros os bens que possuímos.

Para que isto seja possível e visível, é importante que criemos uma convivência comunitária, a qual favoreça a partilha e a ajuda mútua, e na qual a maior riqueza ou tesouro não será a material, mas sim da convivência fraterna, nascida a partir da certeza trazida por Jesus de que Deus é o meu Pai e de todos. E se Ele é nosso Pai, todos nós somos irmãos.

dinheiro imagesA lâmpada do corpo são nossos olhos, pois, como disse Jesus, “os olhos são como uma luz para o corpo”. Mas para entender o que Ele nos pede é necessário ter “olhos novos”. O Senhor é exigente e nos pede para não acumularmos riquezas nem não servir a Deus e ao dinheiro ao mesmo tempo. Estas recomendações tratam daquela parte da vida humana, na qual as pessoas têm mais angústias e preocupações. É urgente que tenhamos olhos lúcidos, porque, se eles estiverem doentes, todo nosso corpo estará também debilitado.

orgulho1Na realidade, a pior doença que podemos imaginar é quando uma pessoa se fecha sobre si mesma, sobre seus bens e confia só neles. É a doença da tibieza, da mesquinhez. Quem olha a vida com esse olhar vive na tristeza e na escuridão. O remédio para curar esta doença é a conversão, a mudança de mentalidade e de ideologia. Colocando o fundamento da vida em Deus, o olhar se torna generoso e a vida toda se torna luminosa, pois faz nascer a partilha e a fraternidade.

Jesus quer uma mudança radical, quer que vivamos como Deus. A imitação do Senhor nos leva à partilha justa dos bens e ao amor criativo, aquele que gera fraternidade verdadeira.

“Oncaixa-de-tesouro-thumb2053887de está sua riqueza, aí estará o seu coração.” Onde estão as nossas riqueza? Muitas pessoas idolatram o marido, a esposa, os filhos ou parentes, colocando-os acima de Deus. Outras colocam, em primeiro lugar, o dinheiro, os bens matérias, mas relegam para o segundo – ou o último lugar – Deus e a família. Esquecem-se de que é no Senhor e no amor ao próximo que está a fonte da vida.

Meu irmão, minha irmã, a vocês me dirijo e lhes pergunto: “Que luz vocês têm como referência? Para onde direcionam os seus olhos? Para as coisas do mundo ou para o Círio Pascal, fonte da luz sem ocaso? Ele é a luz no mundo, quem O segue não se engana nem na vida nem na morte.

Padre Bantu Mendonça
FONTE: Liturgia Canção Nova

 

 

tesouros do coração

 

eneas missa 10330369_662811987138457_6520615350032975948_n

E chegado o momento tão esperado
o santo banquete do altar
Onde o Cristo se faz cordeiro imolado
e se dá em sacrifício a nós
Que somos o teu povo sedento
de teu corpo e de teu sangue
E tão sagrado, tão sublime este momento
da mais perfeita comunhão contigo
Ó Cristo Jesus!

Santa Missa-06

Teu altar, teu corpo sagrado
Pão da vida nosso alimento
Presença viva em nós
Na comunhão

Tesouro singelo, tão puro, tão belo
presença real neste pão
O pão que é corpo, o vinho que é sangue
alegra o nosso coração
Pois grande é a graça de te receber
o mistério dessa pequena imensidão
Divina ceia, se renova agora aqui
nessa doce e santa Eucaristia
Ó Cristo Jesus!

importancia_missa02

Chegarmos à mesa nos traz a certeza
do que nós queremos viver
O ardor missionário, doar o trabalho
a tua vontade então fazer
É tudo que nos pede esta comunhão
sermos como um outro Cristo para o irmão
Eucaristia nos inspira a servir
como tu nos ensinaste um dia
Ó Cristo Jesus!

visita_papa_reinounido_missa_01

Ser jovem, ser santo e ser missionário
doar nossa vida com amor
Lançar nossas redes em todos os mares
pescar muitas almas pro Senhor
É tudo o que deseja nosso coração
e pedimos nessa santa comunhão
Nos dá coragem e sustenta nosso sim
pra perseverarmos sempre em Ti
Ó Cristo Jesus!

missa

O que quiseste conosco permanecer
e nos deixastes por herança na mesa do altar
Este pão, este vinho, teu próprio corpo
o teu próprio sangue
Ó Cristo Jesus!

MISSA JOELHOS

Teu altar, teu corpo sagrado
Pão da vida nosso alimento
Presença viva em nós
Jesus na comunhão

tesouro 489891_20140611132035

Lá está o meu tesouro,
Lá onde não há choro,
Onde todos cantaremos juntos
Hinos de louvor ao senhor!

missa

 

A nova Jerusalém


pe-aloisio-blog

Faz parte da vida do cristão esperar o melhor, enxergar as luzes do futuro, construir o dia a dia com os valores do Reino de Deus, sem se cansar, recomeçando sempre, ainda que sejam frágeis nossas mãos e trôpegos os seus passos. Olhamos para a realidade de olhos abertos, positivamente ansiosos por descobrir os rastros da ação do Espírito Santo, que sempre nos precede, e lutamos para oferecer à humanidade, em qualquer época, o que sabemos existir de melhor.

A visão descrita pelo Apocalipse nos faz desejar a morada de Deus com os homens, que chama de “Nova Jerusalém”. Ele vai morar junto deles. Eles serão o seu povo, e o próprio “Deus-com-eles” será seu Deus. Ele enxugará toda lágrima dos seus olhos. A morte não existirá mais, e não haverá mais luto, nem grito, nem dor, porque as coisas anteriores passaram (Cf. Ap 21,1-23). Esta Jerusalém desce do Céu, é presente de Deus, “já” chegou, mas é também preparada e edificada aqui nesta terra, onde quer que se proclame e se espalhe a novidade que vem do Evangelho e, portanto, “ainda não” se manifestou em toda a sua plenitude.

Como ensinou o Concílio Vaticano II (Lumen Gentium 48), “já chegou a nós a plenitude dos tempos (Cf. 1 Cor 10,11), a restauração do mundo foi já realizada irrevogavelmente e, de certo modo, encontra-se já antecipada neste mundo: com efeito, ainda aqui na terra, a Igreja está aureolada de verdadeira, embora imperfeita, santidade. Enquanto não se estabelecem os novos céus e a nova terra em que habita a justiça (Cf. 2 Pd 3,13), a Igreja peregrina, nos seus sacramentos e nas suas instituições, que pertencem à presente ordem temporal, leva a imagem passageira deste mundo e vive no meio das criaturas que gemem e sofrem as dores de parto, esperando a manifestação dos filhos de Deus” (Cf. Rm 8, 19-22).

Caminhamos na esperança, confiantes nas promessas do Senhor, sabendo que por melhores que sejam todos os esforços humanos, o que Deus preparou para os que o amam supera infinitamente nossas capacidades e nos levará à realização plena de todas as justas aspirações plantadas por Ele mesmo nos corações. “O que Deus preparou para os que o amam é algo que os olhos jamais viram, nem os ouvidos ouviram, nem coração algum jamais pressentiu. A nós, Deus revelou esse mistério por meio do Espírito” (1 Cor 2,9-10).

O cristão peregrino, rumo ao Absoluto de Deus, carrega consigo alguns tesouros. Conhecê-los possibilita oferecê-los também a muitas outras pessoas, já que não podemos guardar escondidos os dons que Deus destinou a todos, por ser universal seu desígnio de salvação. Quando Jesus fez seus discursos de despedida, diante do evidente constrangimento de seus medrosos discípulos (Cf. Jo 14,27), garante-lhes Sua presença permanente: “Se alguém me ama, guardará  a minha palavra; meu Pai o amará, e nós viremos e faremos Nele a nossa morada” (Jo 14,23). Não se trata de uma presença caracterizada por relâmpagos, luzes ou terremotos, mas muito viva, real e serena. Ama a Deus quem guarda e vive a Sua Palavra. E vai morar o próprio Senhor no coração de quem dá este passo. O Pai e o Filho habitam em quem vive a Palavra de Deus! Esta tem a extraordinária força para transformar o mundo. Quem a acolhe vive como pessoa renovada interiormente e, ao mesmo tempo, capaz de semear a novidade em torno de si.

Inigualável tesouro é ainda a ação do Espírito Santo, prometido por Jesus: “O Defensor, o Espírito Santo que o Pai enviará em meu nome, ele vos ensinará tudo e vos recordará tudo o que eu vos tenho dito” (Jo 14,26). Para garantir-nos a veracidade de suas palavras, Jesus promete nada menos do que o Espírito Santo, dado em penhor a cada fiel! Daí nasce a coragem com que as sucessivas gerações de cristãos enfrentaram as dificuldades da missão evangelizadora. E a Igreja suplica incessantemente a ação do Espírito que vem!

Também nós olhamos para frente e para o alto, dispostos a fermentar com o Evangelho de Cristo todos os recantos da vida humana, com renovado ardor missionário. Não cabe desânimo no coração do cristão, pois não caminha sozinho, sustentado apenas pelas próprias forças. Entende-se assim a força com que o Papa estimula a ação missionária da Igreja: “Que toda a pastoral seja missionária. Devemos sair de nós mesmos e ir para as periferias existenciais e crescer na “parresia”, que quer dizer audácia para anunciar com coragem o Evangelho. Uma Igreja que não sai de si, mais cedo ou mais tarde adoece na atmosfera viciada de seu confinamento.

papa-francisco-3-620x350 Também é verdade que uma Igreja que sai pode se acidentar. Diante disso, quero lhes dizer francamente que prefiro mil vezes uma Igreja acidentada que uma Igreja doente. A enfermidade típica da Igreja confinada é o auto-referencial, que olha para si mesma. É uma espécie de narcisismo que nos leva ao mundanismo espiritual e ao clericalismo sofisticado, e nos impede de experimentar a doce reconfortante alegria de evangelizar” (Papa Francisco, Mensagem aos Bispos Argentinos).

Sejamos dignos das promessas de Cristo, assumindo com renovada audácia os desafios do presente e do futuro!

Dom Alberto Taveira Corrêa

tesouro Mt-6,20

Tesouro e Herança

abraço

Lá, onde olhar algum pode alcançar
Lá, onde ouvido algum pode escutar
Lá, onde as traças não pode estragar
Nem ladrões podem roubar
Escondido e guardado está
Meu valioso tesouro

Lá, onde o ouro cobre as ruas
Lá, onde o mar tem ondas de cristal
Lá, onde mau algum jamais existirá
Nem tristeza se encontrará
Protegido e selado está
Meu valioso tesouro

Lá, onde juntos cantaremos
E com louvor adoraremos
Lá, onde nos alegraremos
Por tudo que aqui
Choramos e sofremos

Lá, onde o pôr-do-sol não se verá
Lá, onde o dia não se findará
Lá, onde a primavera nunca passará
A alegria não acabará
Separado e consagrado está
Meu valioso tesouro

Lá, onde juntos cantaremos
E com louvor adoraremos
A Jesus, nosso bem supremo, nosso valor
Nosso tesouro e herança é o Senhor

tesouro cristo

 

Descobri o maior tesouro, que brilho algum supera! Nada pode ofusca-lo, muito menos apaga-lo. E não troco por nada!

(Sol)

 

tesouro1551757_639895379385326_1023535733_n

 

Musica que eu gosto tanto de cantar orando!

louvor ...images

Tu me deste um tesouro
Brilha mais do que o Sol
Não, ninguém mais o levará
Porque está dentro de mim

Nada era o que eu tinha
Como um nada passou
Tudo, tudo deixei, porque
Não me falava de ti

Tu és meu grande tesouro
Tu que me deste o amor
Vivo e sempre reencontro
No amor a alegria, de me libertar

Já, em ti me perdi
Minha vida te dei
Mas eu sei que a encontrarei
Lá onde está o meu tesouro

Tu és meu grande tesouro

Já, em ti me perdi

tesouro images

barra rosa uUyAs0h

abencoada-sexta-feira

Anúncios