Arquivo da tag: louvor

AQUELE QUE HABITA EM NOSSO CORAÇÃO, HABITE TAMBEM EM NOSSA VOZ!

biblia2 cópia

 

 

MERGULHO MINHAS MISERIAS EM TUA MISERICORDIA

 

 

oceano da misericordia

 
 
 
 
 

 

 

Salmos 51(50),3-4.12-13.18-19.

Não desprezeis, Senhor, o nosso coração humilhado e contrito.

Tem compaixão de mim, ó Deus, pela tua bondade;
pela tua grande misericórdia, apaga o meu pecado.
Lava-me de toda a iniquidade;
purifica-me dos meus delitos

Dá-me de novo a alegria da tua salvação
e sustenta-me com um espírito generoso.
Abre, Senhor, os meus lábios,
para que a minha boca possa anunciar o teu louvor.

 
 

SALMO 50 V 15

 

 

 

 

 

confissão sacramenmtal
 
“Deus talvez volte atrás,
para perdoar-nos e aplacar sua ira,
e assim não venhamos a perecer.”
1ª Leitura – Jn 3,1-10

 

 

 

AQUELE QUE HABITA EM NOSSO CORAÇÃO, HABITE TAMBEM EM NOSSA VOZ!

 

 

rafael-arnaiz-hermano.jpg.w300h349

Comentário ao Evangelho do dia feito por
São Rafael Arnaiz Baron (1911-1938), monge trapista espanhol
Escritos Espirituais, 1936/12/14
 

JONAS1100163g«Assim como Jonas esteve no ventre do monstro marinho três dias e três noites, assim o Filho do Homem estará no seio da terra três dias e três noites» (Mt 12,40)

Para se consagrar a uma arte, para aprofundar uma ciência, o espírito
precisa de solidão e de isolamento; tem necessidade de recolhimento e
silêncio. Mas para a alma enamorada de Deus, para a alma que não vê nenhuma
outra arte ou ciência que não seja a vida de Jesus, para a alma que
encontrou o tesouro escondido na terra (Mt 13,44), o silêncio não é
suficiente, nem o recolhimento na solidão. Ela tem necessidade de se
esconder de tudo, precisa de estar escondida com Cristo, de encontrar um
recanto da terra onde não cheguem os olhos profanos do mundo e de
permanecer aí sozinha com Deus. O segredo do rei (Tb 12,7) deteriora-se e
perde o brilho quando se revela. É este segredo do rei que deve ser
escondido para que ninguém o veja, este segredo que muitos acreditam ser
feito de comunicações divinas e de consolações sobrenaturais; este segredo
do rei, que invejamos aos santos, reduz-se muitas vezes a uma cruz.

Não escondamos a luz debaixo do alqueire, diz Jesus (Mt 5, 15). […]
Proclamemos aos quatro ventos a nossa fé, enchamos o mundo com gritos de
entusiasmo por um Deus tão bom, não nos cansemos de pregar o Evangelho e de dizer a todos aqueles que querem ouvir-nos que Cristo morreu amando,
pregado no madeiro, que morreu por mim, por ti, por todos. Se O amamos
verdadeiramente, não O escondamos, não ponhamos debaixo do alqueire a luz
que pode iluminar os outros.

MONJE RAFAELPelo contrário, Jesus bendito, transportemos por dentro, e sem que ninguém saiba, este segredo divino, este segredo que Tu confias às almas que mais Te amam, esta partícula da Tua cruz, da Tua sede, dos Teus espinhos.
Escondamos no canto mais recôndito da terra as nossas lágrimas, as nossas
dores e as nossas mágoas, não enchamos o mundo de tristes gemidos, nem
atinjamos ninguém com as nossas aflições. […] Escondamo-nos com Cristo
para O deixarmos participar, só a Ele, naquilo que, vendo bem, Lhe
pertence: o segredo da cruz.

Aprendamos de uma vez por todas, meditando na
Sua vida, na Sua paixão e na Sua morte, que não há outro caminho para
chegarmos até Ele senão o caminho da Sua santa cruz.
 
http://www.evangelhoquotidiano.org
 

“Se contemplo o Seu amor por mim, me entra um não sei que, que não sei explicar”(São Rafael Arnáiz Barón)

 

 

 

 

Poema de San Juan de la cruz

 

 

Não deixe a vida escapar de você... - Sigmar Sabin

 

 

 

 

conf

 

 

 

 

Deixei o meu lar e meu Pai.
Deixei minha glória por ti.
Paguei os pecados em teu lugar.
Verti o meu sangue pra te salvar

Amada minha
Eu sofreria de novo aquela dor
Só pra ter o teu coração
Amada minha
Eu morreria de novo naquela cruz,
Se preciso fosse, pelo teu amor.

olhar de jesus

 

 

 

TEU AMOR ME SUSTENTARÁ!

 

44431_428614147193097_1882920378_n

 

 

 

SANTO É PECADOR QUE NÃO DESISTI NUNCA!

???????????????????????????????

 

 

 

Formação

 

Santa Faustina 8Jesus falou assim à S. Faustina sobre a confissão
 
1º Quando vieres à Confissão,
deves saber que sou Eu mesmo quem espera por ti no confessionário;
oculto-me no sacerdote, mas sou Eu próprio quem actua na alma.
É aí que a miséria da alma se encontra com o Deus da Misericórdia” (D.1602).
 
2º Ouvi hoje estas palavras :
«Reza por essas almas, para que não temam aproximar-se do tribunal da Minha Misericórdia.
Não pares de suplicar pelos pecadores.
Sabes como essas almas pesam no Meu Coração.
Alivia a minha tristeza mortal, distribui com largueza a minha Misericórdia.” (D. 975).
 
3º Escreve, fala da Minha Misericórdia.
Diz às almas onde devem procurar consolos, isto é,
no tribunal da Misericórdia,
em que se dão os meus maiores prodígios, que se renovam sem cessar.
Para obter este prodígio não é necessário empreender longas peregrinações,
nem realizar exteriormente grande cerimonial;
basta aproximarem-se, com fé, dos pés do Meu representante
e confessar-lhe a própria miséria:
o milagre da Misericórdia de Deus manifestar-se-á em toda a plenitude .
Ainda que a alma esteja em decomposição, como um cadáver,
e ainda que humanamente já não haja possibilidade de restauração
e tudo se encontre perdido, as coisas não são assim para Deus.
A maravilha da Misericórdia de Deus fará ressurgir a alma para uma vida plena”
 
PAPA AMORTenhamos presentes também as palavras do Papa João Paulo II.
A Nova Evangelização exige um esforço renovado
para conduzir os fiéis ao Sacramento da Penitência,
«que aplana o caminho a cada um dos homens,
mesmo quando estão sobrecarregados com graves culpas.
Neste Sacramento todos os homens podem experimentar de modo singular a misericórdia, isto é,  aquele amor que é mais forte do que o pecado» (isto é do “O Presbítero”- Congregação Para o Clero).
 
Irmãos, aceitemos estes conselhos de Jesus.
Confessemo-nos e levemos os mais afastados da prática religiosa à confissão
e encontraremos todos o perdão e a paz!
A Benção de Deus Todo-Poderoso
Pai, Filho, Espírito Santo desça sobre vós e permaneça para sempre.
Ámen, Ámen!
 
 
 
 

Musica linda! Pura oração!

 

 

cachoeiramini1

 

 

 

“A pessoa humana tem uma necessidade que é ainda mais profunda, uma fome que é maior que aquela que o pão pode saciar -é a fome que possui o coração humano da imensidade de Deus”.

Beato João Paulo II

 

frase-pe-joao

 

Um aprendizado jamais esquecido por mim:

“Saberei se minha pregação agradou o coração de Deus, não quando me aplaudirem ou vierem me elogiar, mas quando as pessoas se direcionarem diante do  sacrario para adorar Jesus!”

Não me lembro quem falou…Ouvi em um retiro…Apenas ficou gravado no meu coração!
(Sol)
 
 
 
 
 

 

 

papa olharJoão Paulo II: Misericórdia, meu Deus
2003-08-12 12:50:00
Comenta na audiência geral o Salmo 50, Miserere

Misericórdia, meu Deus, por tua bondade,
por tua imensa compaixão apaga minha culpa;
lava todo meu delito,
limpa meu pecado.

Pois eu reconheço minha culpa,
tenho sempre presente meu pecado:
contra ti, contra ti somente pequei,
cometi a maldade que te aborreces.

Na sentença terás razão,
no juízo serás reto.
Veja, na culpa nasci,
pecador minha mãe me concebeu.

Gostas de um coração sincero,
e em meu interior me ensinas a sabedoria.
Purifica-me com o hissopo e ficarei limpo;
lava-me e ficarei mais branco que a neve.

Faze-me ouvir o júbilo e a alegria,
que se alegrem os ossos quebrantados.
Afasta de meu pecado tua vista,
apaga em mim toda culpa.

Oh Deus, cria em mim um coração puro,
renova-me por dentro com espírito firme;
não me afastes para longe de tua face,
não me tires teu santo espírito.

Devolve-me a alegria de tua salvação,
afiança-me com espírito generoso:
ensinarei aos malvados teus caminhos,
os pecadores voltarão a ti.

Livra-me do sangue, oh Deus,
Deus, Salvador meu,
e minha língua cantará tua justiça.
Senhor, abre meus lábios,
e minha boca proclame o teu louvor.

Os sacrifícios não te satisfazem
e, se ofereço holocaustos, não os aceitas.
Meu sacrifício é um espírito contrito;
um coração contrito e humilhado,
tu não o desprecias.

Senhor, por tua bondade, favorece a Sião,
reconstrói as muralhas de Jerusalém:
então aceitarás os sacrifícios rituais,
oferendas e holocaustos,
sobre teu altar se imolarão novilhos.

1. É a quarta vez que escutamos, durante nossas reflexões sobre a «Liturgia das Laudes», a proclamação do Salmo 50, o famoso Miserere. De fato, é apresentado toda as sextas-feiras de cada semana para que se converta em um oásis de meditação no qual se descubra o mal que habita na consciência e para invocar do Senhor purificação e perdão. Como confessa o Salmista em outra súplica, não é justo ante ti nenhum vivente», Senhor (Salmo 142, 2). No livro de Jó pode-se ler: Como um homem será justo ante Deus? Como puro o nascido de mulher? Se nem a lua mesmo tem brilho, nem as estrelas são puras a seus olhos, quanto menos um homem, esse verme, um filho de homem, esse verme! (25, 4-6).

Frases fortes e dramáticas que querem mostrar com toda seriedade o limite e a fragilidade da criatura humana, sua capacidade perversa para semear o mal e a violência, a impureza e a mentira. Contudo, a mensagem de esperança do Miserere, que o Saltério põe nos lábios de Davi, pecador convertido, é este: Deus apaga, lava, limpa a culpa confessada com coração contrito (Cf. Salmo 50, 2-3). Com a voz de Isaías, o Senhor diz: Se vossos pecados forem vermelhos como escarlate, ficarão brancos como a neve, se vermelhos como a púrpura, ficarão iguais à lã» (1,18).

2. Nesta ocasião, nos deteremos brevemente no final do Salmo 50, cheio de esperança pois o orante é consciente de ter sido perdoado por Deus (Cf. versículos 17-21). Sua boca está a ponto de proclamar ao mundo o louvor do Senhor, atestando desde modo a alegria que experimenta a alma purificada do mal e, por isso, libertada do remorso (Cf. versículo 17).

O orante testemunha de maneira clara outra convicção, relacionada com o ensino reiterado pelos profetas (Cf. Isaías 1, 10-17; Amós 5, 21-25; Oséias 6,6): o sacrifício mais grato que se eleva até o Senhor como delicado perfume (Cf. Gêneses 8, 21) não é o holocausto de toros ou de cordeiros, mas o «coração contrito e humilhado (Salmo 50, 19).

A «Imitação de Cristo», texto sumamente querido pela tradição espiritual cristã, repete a mesma admoestação do Salmista: A contrição dos pecados é para ti sacrifício grato, um perfume muito mais delicado que o perfume do incenso… Nela se purifica e se lava toda iniqüidade (III, 52, 4).

3. O Salmo conclui de maneira inesperada com uma perspectiva totalmente diferente, que parece inclusive contraditória (Cf. versículos 20-21). Da última súplica de um pecador se passa a uma oração na qual se pede a reconstrução de toda a cidade de Jerusalém, transportando-nos da época de Davi à da destruição da cidade, séculos depois. Por outro lado, após ter expressado no versículo 18 a rejeição divina das imolações dos animais, o Salmo anuncia no versículo 21 que a Deus agradarão estas mesmas imolações.

Está claro que esta passagem final é um adendo posterior de tempos do exílio, que em certo sentido quer corrigir ou ao menos completar a perspectiva do Salmo de Davi. O faz em dois aspectos: por uma parte, não quer que o Salmo se reduza a uma oração individual; era necessário pensar também na situação penosa de toda a cidade. Por outro lado, quer redimensionar a rejeição divina dos sacrifícios rituais; esta rejeição não podia ser completa nem definitiva pois se tratava de um culto prescrito pelo mesmo Deus na Torá. Quem completou o Salmo teve uma válida intuição: compreendeu a necessidade em que se encontram os pecadores, a necessidade da meditação exterior eficaz. O Novo Testamento revelará em sentido pleno esta instituição, mostrando que, com a entrega de sua vida, Cristo realizou uma meditação de sacrifício perfeito.

4. Em suas «Homilias sobre Ezequiel», são Gregório Magno compreendeu bem a diferença de perspectiva que se dá entre os versículos 19 e 21 do «Miserere». Propõe uma interpretação que podemos fazer nossa, concluindo assim nossa reflexão. São Gregório aplica o versículo 19, que fala de espírito contrito, à existência terrena da Igreja, enquanto que refere o versículo 21, que fala de Holocausto, à Igreja no céu. Estas são as palavras daquele grande pontífice: «A santa Igreja tem duas vidas: uma no tempo e outra na eternidade; uma de fadiga na terra, outra de recompensa no céu; uma na qual se ganha os méritos, outra na qual se goza dos méritos ganhos. Tanto em uma como em outra vida oferece o sacrifício: aqui o sacrifício do arrependimento e lá em cima o sacrifício do louvor. Sobre o primeiro sacrifício se disse: «Meu sacrifício a Deus é um espírito contrito» (Salmo 50, 19); sobre o segundo está escrito: «então aceitarás os sacrifícios rituais, oferendas e holocaustos» (Salmo 50, 21)…Em ambos casos se oferece a carne, enquanto a oblação da carne é a mortificação do corpo, enquanto que lá em cima a oblação da carne é a glória da ressurreição no louvor a Deus. Lá em cima se oferecerá a carne como holocausto, quando transformada na incorruptibilidade eterna, já não se dê nenhum conflito nem haja nada mortal, pois perdurará totalmente cheia do amor por Ele, no louvor sem fim» («Homilia sobre Ezequiel» 2, Roma 1993, p. 271).

[Tradução realizada por Zenit. Após a audiência o Papa disse as seguintes palavras em língua portuguesa:]

Queridos peregrinos de língua portuguesa, possam as vossas boas obras e orações elevarem-se diariamente ao Pai pela santificação e unidade da grande família humana em Jesus Cristo. Sirva-vos de apelo e de encorajamento a Bênção que de bom grado vos concedo aos familiares e conterrâneos. [Texto original em português]

 

 

 

 

papa sorrindoOuvi alguem dizer que não entendia muito o que o papa João Paulo dizia…porque ele era filosofo…Preferindo os grandes teologos.
Não entendo muito nem de filosofia, nem de teologia!
A materia que mais tem me atraido  tem sido a “misericordia”.
Porem gosto demais de ouvir o papa João Paulo II, remexe minha alma suas palavras!
Sua expressão facial, me comove e envolve, as vezes em pura alegria, outras em lagrimas dolorosas. Dizem que alguns se tornam evangelhos vivos por onde andam…
Sempre peço perdão a Deus pelo tempo que não prestei atenção e vivi distraida de seus ensinamentos!
(Sol)
 
 
 
montagem papa
 
 
teologia
Ouvi na aula de Teologia a pergunta:
Porque nós fomos criados?
E pairou um silencio, todos pensavam sem ter a resposta.
Tambem eu silenciei, recordando tantos “porques” que ja disse a Deus!
A resposta foi:
“PARA COMPARTILHAR CONOSCO DE SUA ALEGRIA”
Pedi a Deus que esta alegria fosse derramada na humanidade.
Pois tantos buscam  vans alegrias…
Perdidos entre tantos caminhos.
A verdadeira alegria esta bem dentro de nós…no silencio de nossa alma!
Nos momentos de intimidade com o Senhor!
O momento principal é diante da santa Eucaristia, quando Jesus vem a nós!
Quando ele derrama sobre nós o seu amor!
Felicidade que  não é algo visivel…ou palpavel!
Somente o abandono nas mãos de Deus, trará a nosso coração esta alegria.
Mas não pense, que sera livre dos sofrimentos ao encontra-la…
Estará a sua volta as tempestades, os furacões, as turbulencias!
As lagrimas podem ficar incontrolaves…e desejarem te afogar.
Mas a mão de Deus te sustentará!
Te levantará!
Poderá sentir a presença de Deus no seu respirar, nas batidas do seu coração!
E o folego do Espírito Santo te dará asas de aguia para prosseguir!
Santa felicidade que nos faz sorrir sozinhos quando estamos mergulhados nas meditações diarias! Ou chorar de amor!
Santa e verdadeira alegria que sustenta em nós o folego de vida!
(Sol)
 
 
 
 
aguia de deus blog
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
A_chave_da_felicidadeD
 
FELICIDADE
 
Não a encontrará no ouro
nem na prata
nem em muito dinheiro
 roupas ou titulos
festas e homenagesns
em nada disso a encontrará
estas são alegrias passageiras
que não duram
que vão embora como o coraçõo desenhado na areia da praia
que as ondas do mar apagam
a verdadeira felicidade
Deve buscar construi-la
Dia pos dia
Degrau por degrau!
Ela não esta aqui…
As vezes como cena de um filme, podemos passar por ela
Mas este filme se tornará realidade um dia, na eternidade!
Um filme transformado em realidade, que não terá apenas um final feliz!
Será a verdadeira FELICIDADE!
(Sol)
 
 
cenarios96
 
 
 
 
 
 
 

 

carmelita escrevendo com penaReceita da Verdadeira Felicidade

 

 

 

lirios_do_campo

 

 

BARR

 

bom dia maravilha

Anúncios