Arquivo da tag: tenho medo

«Pai, tu o sabes!»

 

 

 

 

 

 

 

 
Porque tenho medo se nada é impossivel para ti?!
Eu aceito Senhor, a sua vontade!
Mas olha , tem misericordia de tua filha que tanto te ama!
 Hoje comungarei em gratidão pela vida dos profetas, que preenchem
os vazios de esperança.
Pelas santas amizades, que dão palavras de conforto…
Por todos que foram sinais de Deus em minha vida.
Recordando cada um deles, buscarei forças, para confiar,
no Deus que nos une na mesma fé!
(Sol)
 
 

 

 

 

 

FRUTO DAS ORAÇÕES DE HOJE:

É preciso fazer todas as coisas por Maria, e para Maria, quer dizer, em todas as coisas obedecer à Santisima Virgem, e em tudo conduzir-se por seu espirito, que é o santo espirito de Deus. São filhos de Deus, os que se conduzem pelo Espirito de Deus. “Qui spiritu Dei aguntur, ii sunt filii Dei” (Rom 8,14)
Tratado da verdadeira devoção a Santisima Virgem
Depois da confiança e abandono a mim, a segunda arma que devem usar é a oração e o silencio. Silencio interior: Deixam que seja a mãe a falar em voces. Ela suavemente repetirá ao seu coração de criança todo o Evangelho de Jesus. Darei-lhes o gosto pela Sua palavra. Não devem escutar outra vozes ou palavras. Terão fome e seja só da Sua voz e assim serão formados na escola da palavra de Deus.
(Consagração ao Imaculado Coração de Maria – 269)
Maria guia cada um de nós no caminho profundo da descida e peneira-nos para o carisma. Te peço pelos Sacerdotes desta obra que é Tua. pega-os no colo em particular Antonello e Eurico. VOCE SABE QUE OS AMO!
(diario de Maria Paola do Cordeiro Imaculado – pag 23)
O sim de Maria seja o nosso, porque, pronunciado por nós, continue em nós no tempo, na historia da salvação, a Encarnação. Misterio da Infinita Misericordia do Pai que nos escolheu, antes da fundação do mundo, por amor para sermos filhos no filho, até à plenitude da Redenção em Cristo (cf. Ef. 1,3ss)
No Oceano da Misericordia Infinita- pag 119
Deves saber que Eu estou contigo, Sou Eu que faço surgir as dificuldades e Eu as venço; num só momento posso transformar as atitudes contrárias em favoraveis a esta causa.
(Diario de Santa Faustina – 788)
Primeira leitura: Atos dos Apóstolos 20,17-27
Paulo disse-lhes: “Vós bem sabeis de que modo me comportei em
relação a vós, durante todo o tempo, desde o primeiro dia em que
cheguei à Ásia.
19Servi ao Senhor com toda a humildade, com
lágrimas e no meio das provações que sofri por causa das ciladas dos judeus. 20Nunca deixei de anunciar aquilo que pudesse ser de proveito para vós, nem de vos ensinar publicamente e também de casa em casa.
21Insisti, com judeus e gregos, para que se convertessem a Deus e acreditassem em Jesus nosso Senhor.
22E agora, prisioneiro do Espírito, vou para Jerusalém sem saber o que
aí me acontecerá.
23Sei apenas que, de cidade em cidade, o Espírito Santo me adverte, dizendo que me aguardam cadeias e tribulações.
24Mas, de modo nenhum, considero a minha vida preciosa para mim mesmo, contanto que eu leve a bom termo a minha carreira e realize o serviço que recebi do Senhor, ou seja, testemunhar o Evangelho da graça de Deus.  25Agora, porém, tenho a certeza de que vós não vereis mais o meu rosto, todos vós entre os quais passei anunciando o Reino.
26Portanto, hoje dou testemunho diante de todos vós: eu não sou
responsável se algum de vós se perder, 27pois não deixei de vos anunciar
todo o projeto de Deus a vosso respeito”.
 
 
Comentário ao Evangelho do dia feito por
Santo Agostinho (354-430)
Bispo de Hipona (Norte de África) e doutor da Igreja
Sermões sobre o Evangelho de João, nos. 104-105
 
«Pai, glorifica o Teu Filho, a fim de que o Filho Te glorifique»
 
Há pessoas que pensam que o Filho foi glorificado pelo Pai na medida
em que Ele não O poupou, mas O entregou por todos nós (Rom. 8,32).
Mas, se Ele foi glorificado na Sua Paixão, quanto mais o não foi na
Sua ressurreição! Na Paixão, a Sua humildade aparece mais do que
o Seu esplendor. […] A fim de que «o mediador entre Deus e os homens, o homem Jesus Cristo» (1 Tm 2,5), fosse glorificado na Sua ressurreição,
foi humilhado na Sua Paixão. […] Nenhum cristão duvida: é evidente que
o Filho foi glorificado sob a forma de servo, que o Pai ressuscitou e fez
sentar à Sua direita (Fil 2,7; Ac 2,34).
Mas o Senhor não diz apenas: «Pai, glorifica o Teu Filho»; acrescenta
: «para que o Teu Filho Te glorifique». Pergunta-se, e com razão, como
é que o Filho glorificou o Pai. […] Na verdade, a glória do Pai, em si
mesma, não pode aumentar nem diminuir. No entanto, era menor
entre os homens quando Deus só era conhecido «na Judeia» e
«os Seus servos não louvavam o nome do Senhor desde o nascer ao
pôr do sol» (Sl 75,2; 112,1-3). Isto foi consequência do Evangelho
de Cristo, que deu a conhecer às nações o Pai através do Filho: e foi
assim que o Filho glorificou o Pai.
Se o Filho tivesse apenas morrido e não tivesse ressuscitado, não teria
sido glorificado pelo Pai nem o Pai por Ele. Agora, glorificado pelo Pai
na Sua ressurreição, glorifica o Pai pela pregação da Sua ressurreição.
Isto vê-se na própria ordem das palavras: «Pai, glorifica o Teu Filho,
para que o Teu Filho Te glorifique», como se dissesse: «Ressuscita-Me,
para que, por Mim, sejas conhecido em todo o universo». […] Nesta vida, Deus é glorificado quando a pregação O dá a conhecer aos homens; e é pregado pela fé dos que crêem n’Ele.
Reflexão – Jo 17, 1-11a
 
Antes de partir para junto do Pai, Jesus reza por todos nós e o Evangelho de São João registra essa oração que ficou conhecida como Oração Sacerdotal de Jesus. Jesus inicia esta oração rezando por si mesmo, uma vez que ele sabe que a paixão está chegando e que deve estar preparado para sofrer. Em seguida, Jesus diz ao Pai que cumpriu a missão que lhe foi confiada,de modo que o Nome de Deus foi manifestado aos homens sendo que sua mensagem foi acolhida e muitos reconheceram-no como o enviado do Pai para, em seguida, rezar por todos os que creram em suas palavras.
CNBB
Momento de Reflexão
 
NÃO TENHAS MEDO DO FUTURO
 
Irmão, Irmã, que grande verdade: Deus é meu Pai! E este Pai diz-nos:
“Sei muito bem que a tua fantasia está toda projectada para o futuro …
e que não sossega! Quanto medo,  quantas angústias! Em vez de viver com serenidade o momento presente, atormentas-te, pensando no que poderá acontecer amanhã.
E tudo se transforma em problema:
a saúde, a casa, o trabalho, a velhice, os filhos, os parentes, a política…
Pensa: mas porque queres ligar a cabeça antes de parti-la?
Como podes saber o que acontecerá amanhã,
se todo o acontecimento é determinado por factores imprevisíveis e desconhecidos?
Não percas tempo, procurando penetrar no labirinto das várias
combinações possíveis:  o futuro está nas Minhas mãos!
Tu pensa no dia de hoje.
Vive com empenho e paz cada hora, como se fosse a primeira,
como se fosse a única, como se fosse a última.
Para a preocupação de hoje, estou ao teu lado com uma Providência apta e proporcionada à necessidade.
Para a preocupação de amanhã, estarei ao teu lado com uma Providência igualmente  apta e proporcionada à necessidade.
O Evangelho dá-te a garantia desta minha presença providencial
e convida-te a confiar sobretudo em mim, que sou o teu Pai (cf. Lc. 12, 2-34).
E dá-te a certeza que não te faltará nada se souberes pedir, antes de tudo,
«as minhas coisas»,  e o cumprimento da minha vontade (cf.Lc. 12,31).
 
2. NÃO TENHAS MEDO NA HORA DA PROVAÇÃO
Sou teu Pai, sobretudo na hora da dor, na qual só tens duas estradas a percorrer:
– uma descida, que leva ao desespero e à rejeição;
– uma subida, que, com fadiga, leva-te a Mim.
Nada é mais importante, nada é mais precioso, na tua vida,
do que o sofrimento aceite com humildade, suportado com paciência, oferecido com amor.
Eu estou perto de ti, especialmente nesse momento duro, mas tu não o sabes ainda.
Lembra-te, que na tua vida, nada acontece por acaso:
é tudo pessoalmente querido ou permitido por Mim, e só
pelo teu bem ( cf. Rm.8, 28).
Como vês, não estou estranho à tua dor,
que eu previ e sabiamente sustentei com uma Providência apta para aquele momento.
Depois disto tudo, sentes-te convidado pessoalmente, para esta ou aquela prova, pelo meu Filho Jesus.
É Ele que, desprendendo a mão ensanguentada, escolhe um pedaço da sua cruz e to oferece, dizendo-te:
“Não temas; sou eu que to ofereço!
Preciso da tua colaboração para completar o meu sacrifício”(cf.Col 1.24-25).”
Escolhi a cruz apta para ti e ajudar-te-ei a levá-la. Ser-te-á tudo mais fácil se estiveres comigo!”.
Quem sofre Comigo, vence sempre.
Quem sofre sem Mim, só merece ser compadecido.
Quando estiveres na provação, não digas mais:
«Como é possível, como é possível?», mas, pelo contrário, diz:
«Pai, tu o sabes!». E terás paz!
 
3. DEUS PAI DIZ-TE TAMBÉM:
NÃO TENHAS MEDO DA MORTE
Sou teu Pai sobretudo quando pensas na morte e tens a impressão que ela se esteja aproximando.
Não penses como virá e no que te espera no além.
Será tudo mais simples e bonito do que tu possas imaginar!
Naquele momento importante estarei perto de ti como nunca estive:
acolher-te-ei como um amor de um Pai que espera há muito tempo o filho
e para o qual preparou já a casa — ( Jo. 14,2)
Então compreenderás que te amei com uma intensidade de amor que agora não és capaz de imaginar.
Então compreenderás porque e para quem serviram os teus sofrimentos,
as tuas batalhas, as tuas conquistas, a tua vida tão complexa.
Então agradecer-Me-ás por te ter conduzido, através de riscos e perigos,
para o suspirado prémio prometido aos filhos.
Pensa no nosso encontro na luz! Foste criado, trabalhaste, sofreste para este encontro.
Virá o dia no qual te acolherei com um abraço de alegria, de festa e de amor que não terá fim.
Ouve o que te digo: Pensa com serenidade e oferece-Me antecipadamente a aceitação da tua morte,
unindo-a, desde já, à morte do Meu Filho Jesus.
-Prepara-te: com fé, aceitando, sem a pretensão de prever o futuro,
aceita-a só;
-prepara-te com confiança, acreditando que ela será mais simples do
que pensas;
-prepara-te com amor, saboreando na paz os dons que te darei!
Não tenhas medo!
Com a minha Providência ajudei-te e ajudo-te a viver bem.
Com a minha Providência, assistir-te-ei e ajudar-te-ei a morrer bem.
Se não fizesse isso, que Pai seria eu?
4. O TEU PAI DIZ -TE:
TU ÉS UMA REALIDADE ÚNICA, DISTINTA, IRREPETÍVEL.
Nunca mais existirá no mundo uma pessoa como tu, e ninguém poderá substituir-te na realização do teu projecto pessoal.
Eu fiz-te assim, exactamente como és!
Fui eu que te fiz assim e por motivos que só Eu conheço!
Não invejes ninguém: tu és aquilo que és e a tua pessoa corresponde ao projecto que reservei para ti.
 
 

SESSÃO SANTIDADE!

Anúncios